FACETAS DENTÁRIAS

As facetas dentárias, também conhecidas como “lentes de contacto dentárias”, são revestimentos (“capas”) feitos à medida para cobrir a superfície da frente dos dentes de modo a melhorar a sua aparência. Consistem num tratamento estético, indicado para quem não se sente confortável com o seu sorriso, pois permitem alterar a cor, a forma, a orientação, o tamanho e até o comprimento dos dentes.

O resultado é um sorriso mais simétrico e bonito, o que contribui para o aumento da autoconfiança e da autoestima ao nível pessoal, social, profissional e familiar.

    Porque se colocam?

    São vários os motivos pelos quais se recorre a este procedimento, como:

    – Dentes escurecidos;

    – Dentes desgastados;

    – Dentes lascados ou partidos;

    – Dentes desalinhados/ tortos;

    – Espaçamento entre dentes.

    Quais as vantagens?

    – Correção de cor ou pigmentação inestética, sendo que a cor é escolhida em conformidade com a cor da dentição;

    – Correção da forma dos dentes;

    – Parecem dentes naturais, uma vez que os materiais utlizados imitam a dentição natural;

    – São resistentes a manchas, não havendo alterações de cor;

    – Permite conservar o dente onde é aplicada, devido à sua espessura reduzida.

    Em que dentes podem ser colocadas?

    As facetas dentárias são colocadas, normalmente, nos dentes da frente superiores. No entanto, também podem ser postas nos pré-molares e nos dentes inferiores da frente.

    São feitas em que materiais?

    Em cerâmica ou em compósitos de resina. Mas a cerâmica é mais resistente e duradoura, não havendo alterações da cor com os anos. Além disso, imita com maior precisão as propriedades refletoras da luz dos dentes naturais.

    Como são colocadas?

    Apesar da tendência para se pensar que o dente é todo desgastado, apenas uma fina camada da parte da frente é desgastada para que haja uma melhor aderência da faceta ao dente. Todos os procedimentos são feitos sob anestesia local de maneira a “adormecer” os dentes e as gengivas.

    Quantas consultas são necessárias?

    Habitualmente, três: uma de avaliação/diagnóstico, outra de preparação dos dentes e realização dos moldes necessários, e a última para colocação das facetas finais.

    Na primeira consulta, após o paciente partilhar o que pretende em termos estéticos, o médico dentista examina o caso e planeia como irá proceder para atingir o objetivo final, sendo a sua experiência determinante para providenciar uma solução personalizada para o paciente em questão.

    Na segunda consulta elaboram-se os moldes que permitirão criar as facetas dentárias definitivas e são colocadas umas facetas provisórias com uma cor aproximada às finais.

    Por fim, na última consulta, colocam-se as facetas dentárias definitivas, garantindo-se que a oclusão (encaixe dentário) fica completamente harmoniosa.

    Entre a primeira e a terceira consulta poderão decorrer duas a três semanas.

    Quanto tempo duram?

    A sua duração depende de vários fatores como bons hábitos de higiene oral, o substrato do dente preparado e até o próprio procedimento de colocação da faceta. Dependendo, assim, de situação para situação, existem casos de sucesso com mais de 20 anos.

    Que cuidados exigem?

    Uma boa higienização diária e um controlo periódico em consultório, pois podem surgir cáries dentárias e problemas gengivais. As facetas em resina podem ainda necessitar de um polimento ocasional para remover pigmentações que possam adquirir.

    FORMULÁRIO

    Política de Privacidade

    9 + 13 =

    Sr. Doutor 

    Prof. Doutor João Espírito Santo

     

     

    Morada

    R. Dr. Jacinto Nunes 34, 4150-409 Porto

    Social Media